Cepe lança e relança livros na Fliporto, inclusive obra rara

0
Há muitos anos esgotado, A década de 20 em Pernambuco, de
Souza Barros, é considerado um clássico da historiografia pernambucana
A Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) participará da 11ª Festa Literária Internacional de Pernambuco (Fliporto) com a apresentação de quatro títulos de escritores pernambucanos. Os lançamentos acontecerão simultaneamente no estande da Cepe no próximo sábado (14.11), às 17h, no Colégio de São Bento de Olinda, onde ocorrerá a feira este ano.
Com prefácio da historiadora Sylvia Couceiro, o livro A Década de 20 em Pernambuco, de Manoel de Souza Barros, é considerado um clássico sobre a história do Recife e do Estado. Lançado inicialmente na década de 70, ganha nova edição, agora com o selo da Cepe Editora, devido à sua importância para se compreender o panorama sociopolítico e cultural da época. Para montar o mosaico do período, o autor foi além de livros e documentos como fonte de pesquisa. A partir de questionários que abordavam diversos temas, reuniu o pensamento de importantes intelectuais, como Barbosa Lima Sobrinho, Sílvio Rabelo, Gilberto Freyre, Luís Jardim, Valdemar de Oliveira, entre outros. O livro integra a Coleção Acervo Pernambuco, da Cepe, e mantém os prefácios da primeira edição escritos por Barbosa Lima Sobrinho e Joaquim Cardozo.
Pernambucania_Infantil - Homero FonsecaEm sua quarta edição, o livro Pernambucânia, o que há nos nomes das nossas cidades? ganha versão voltada para o público infantojuvenil. Para esta edição, o minucioso estudo feito pelo jornalista e escritor Homero Fonseca sobre as origens e significados dos nomes dos municípios de Pernambuco, ganha linguagem acessível e ilustrações de Samuca.
Relançado pela Cepe Editora, o livro O Repórter-Amador, tema da tese de doutorado da jornalista e professora Sheila Borges, aborda um assunto contemporâneo que vem quebrando paradigmas: o papel do cidadão comum que passa a ser gerador de conteúdos com o advento da internet e das redes sociais, as mudanças que esse comportamento implica no modo que ele consome o que é notícia e os impactos provocados nas empresas jornalísticas.
O quarto título a ser lançado pela Cepe na Fliporto é Corpo Púlpito, primeiro livro de poesias da professora e mestre em Educação Clarisse de Figueirêdo.
Estande – O estande da Cepe também contará com programação durante a Fliporto. Na sexta-feira (13), às 17h30, acontecerá uma sessão de contação de história, com Rodrigo Lima apresentando a História de uma Boca, de Ana Valéria Fink. A programação infantil continua no sábado, às 10h, dessa vez com a contação do livro Bus, Simplesmente Diferente, de Jorginho Quadros, também com Rodrigo Lima.
Ainda no sábado, a Cepe faz o relançamento de dois títulos. O primeiro acontece às 15h, com o Subversões Matemáticas, de Décio Valença Filho. A partir de jogos e brincadeiras, o livro propõe um mergulho no mundo dos números e do raciocínio lógico. Às 16h, será a vez do livro A Menina e o Gavião, que reúne duzentas crônicas do jornalista e imortal da Academia Pernambucana de Letras (APL) Arthur Carvalho. Os autores estarão presentes para conversar sobre suas obras. A programação do estande encerra no domingo, às 15h, com a contação do livro Ventania Braba num Domingão Cinza, de Luís Braz, com Rodrigo Lima.
Share.

Deixe seu comentário